1 de julho de 2014

Vá de cimento queimado!


Pulamos a segunda, sorry galera. :(

Mas estamos de volta!

E hoje vamos falar de acabamento e tem um que, particularmente, acho divino: o cimento queimado!

Como escrevi na chamada, versatilidade é o adjetivo que melhor o caracteriza. Ele pode revestir pisos, paredes, bancadas e por aí vai. O cimento queimado se encaixa em diversos tipos de projetos, indo do rústico ao mais sofisticado. Outra super vantagem é o custo, muitas vezes saindo mais em conta do que os outros tipos de acabamentos.

Mas vamos entender mais um pouquinho sobre esse material. Vou contar a história do cimento, o que é o cimento queimado, os cuidados que temos ter ao optar por esse acabamento, onde aplicar e claro, nossas tão esperadas referências!

História do cimento:

A palavra “cimento” serve para indicar qualquer substância utilizada para manter vários materiais juntos e vem sendo utilizado como aglomerante há milênios, ninguém sabe dizer ao certo quando é que ele foi inventado.

Existem evidências de que essa substância era usada pelos antigos macedônios, embora ela tenha sido popularizada mesmo durante o Império Romano, quando os romanos usavam esse material para construir incríveis estruturas.

Uma das formas mais antigas de cimento criadas por esse povo consistia em uma mistura de cinzas vulcânicas e cal.

Hoje em dia, entretanto, esse material normalmente apresenta duas formas: a hidráulica e a não hidráulica.

A primeira forma se refere a qualquer tipo de cimento que precisa da adição de água para dar início à reação química que endurece a mistura e também a torna resistente à água. Esse é o tipo mais usado atualmente, já que é incrivelmente multifuncional.

Quem fez história com o uso do concreto (que é a mistura de cimento, areia e pedra) foi Oscar Niemeyer, ícone da arquitetura brasileira
O cimento do tipo não hidráulico, como você já deve ter deduzido, não endurece na presença de água e necessita de um longo período para secar.

A bola da vez de hoje vem da primeira forma, mas o que é o cimento queimado?

O cimento queimado nada mais é do que um piso feito a partir de uma argamassa feita na obra com a mistura de cimento, areia e água. É uma massa essencialmente artesanal, sujeita a manchas e pequenas trincas, o charme e originalidade desse revestimento estão nessas pequenas imperfeições.

E por que é queimado?

Se você está pensando que tem que usar maçarico ou algo do tipo, você está fazendo isso errado.

“Queimar” o cimento é o nome dado ao processo de jogar pó de cimento sobre o piso de argamassa de cimento e areia, ainda mole e úmida (que falamos no parágrafo aqui de cima); então, a superfície deve ser desempenada (ficar mais lisa) com uma desempenadeira (aquela pá do pedreiro), espalhando o pó de cimento sobre a argamassa e deixando o conjunto bem liso.

Achei dois vídeos que mostram esse processo:

O primeiro passo – jogando o pó de cimento na argamassa

O segundo passo – desempenando com a desempenadeira

Atenção, esse post não é um Faça Você Mesmo! Rs

Um detalhe muito importante do cimento queimado é a sua aplicação. Não tente fazer sozinho, é necessário um profissional com experiência neste acabamento, qualquer erro na receita da massa ou qualquer desnível na base podem comprometer o resultado final.

“A aplicação, apesar de simples, não deve ser feita por quem não tem experiência, pois não se trata de uma simples pintura. Requer experiência no trabalho da massa e na sua forma de aplicação, no uso da desempenadeira, no tempo de preparo de cada camada e, além disso, muito preparo físico, pois como é aplicado manualmente requer esforço e capricho”, afirma a arquiteta Manoela Abrahão.

Um aspecto bem marcante do cimento queimado é essa cara de artesanal. Algumas pessoas gostam do acabamento, mas acham que as manchas e as trincas (que dão essa marca a ele) não são necessárias.

Pensando nisso, criaram o tecnocimento, o que nada mais é que um cimento queimado com uma cara mais “profissional”.

Os dois podem ser aplicados em: paredes, bancadas, pisos, pias, na maioria dos ambientes. Só temos que tomar cuidado com algumas coisas. Em contato com água, o cimento queimado fica muito escorregadio. Quer aplicar no banheiro? Revista a sua pia ou parede. Quer usar em alguma área externa? Mescle com algum outro acabamento menos liso, fica lindo e mais seguro.

Já falamos da história, do que é, como aplica, no que devemos nos atentar e aposto que vocês já tiveram um bilhão de ideias né?

Vejam, por ambiente, o cimento queimado de fato.

Sala






Sala de jantar
Siiim, temos cimento queimado colorido, acrescente pó de xadrez.




E para ficar mais claro, só usar o pó de cimento branco.

Escada

Cozinha










Quarto



Banheiro






Área Externa






Ficou comprido né gente? Mas tem como falar pouco sobre esse assunto?! Nem pensar!

Até amanhã! :)

Beijos

Um comentário:

  1. Em contato com a água, fica liso? Como evitar? Queria aplicar no quintal, semelhante ao que vejo em postos de combustível, mas fiquei com receio ao saber que fica liso.

    ResponderExcluir